sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Quando e porquê fazer terapia .....


Quando as coisas se confundem...
Quando a infelicidade parece ser maior do que podemos suportar...
Quando cremos que o destino nos prega peças...
Quando nos sentimos vítimas das situações que nos envolvem...
Quando nos percebemos excessivamente queixosos...
Quando atribuímos a outros a responsabilidade que é nossa...
Quando sentimos desconforto emocional, parece nada estar bem...
Quando não percebemos nossa impotência...
Quando sofremos perdas significativas...
Através do processo de psicoterapia o indivíduo passa a enxergar, não só caminhos alternativos como também sua problemática de uma outra maneira, sem tanta dor. Conseguir ver o outro lado da moeda faz com que as pessoas redimensionem a situação e com isso passem a lidar com ela de maneira menos extenuante.

terça-feira, 27 de janeiro de 2009


Algumas das razões comuns para fazer psicoterapia são:

• querer fazer mudanças positivas em sua vida

• dificuldades com relacionamentos

• desempenho no trabalho, faculdade ou escola

• sentir que sua vida está desequilibrada

• querer fazer uma revisão de sua vida

• querer recomeçar

• desenvolvimento pessoal

• problemas de comunicação

• trauma por seqüestro, assalto, estupro

• ansiedade

• pânico

• estresse

• abuso físico, sexual ou emocional

• depressão

• sentir que perdeu o sentido na vida

• perdas

• luto

• medo do futuro

• transtornos alimentares

• dificuldades sexuais

• falta de confiança

• querer fazer mudanças na carreira

• ciúmes

• problemas de intimidade

• problemas conjugais

• obsessões, manias e compulsões

• transições de relacionamento

• crise de transição de vida (p.e. crise de meia-idade)

• sentir-se para baixo ou infeliz sem saber por quê

• indecisão

• falta de motivação

• fobia

• problemas do comportamento em adolescentes

• não conseguir lidar com as circunstâncias

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009


Será que tenho motivos para procurar um psicólogo?...

Os motivos para se procurar um psicólogo são os mais diversos, normalmente as pessoas o procuram quando se encontram em sérias dificuldades, quando na verdade não precisariam chegar a tal ponto, para só depois procurar ajuda, ou em algumas vezes há um pedido “do outro” para que isso ocorra, porém, ter o privilégio de possuir um terapeuta particular, com plena atenção voltada para si, ter em mãos um recurso que pode facilitar o processo de auto-conhecimento e levar cada indivíduo a compreender as causas de suas dificuldades e obter ferramentas para modificar sua consciência, falar e aprender a ouvir a própria voz numa interação de empatia com o terapeuta, ter o espaço próprio diante de tanta solicitação de vida, é uma situação não só gratificante como extremamente enriquecedora.

"Se dominarmos as agitações da nossa mente e a tornarmos serena e harmoniosa, esse estado mental se refletirá em nossa vida e fará surgir ao nosso redor um ambiente igualmente sereno, repleto de harmonia e de profundas alegrias. É essencial compreendermos que 'o ambiente ao nosso redor é o reflexo de nossas atitudes mentais'".(Masaharu Taniguchi)


sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Psicólogo é para LOUCO?

Há pessoas que pensam assim, mas estão completamente erradas, Psicologia não é para loucos. Na verdade, todas as pessoas deveriam ter a oportunidade de freqüentar um consultório psicológico, pois a Psicologia é para todos e faz bem. Para eliminar dúvidas, alguns questionamentos com perguntas e respostas.
- Quando uma pessoa deve procurar um psicólogo?
Quando sentir que as pressões internas ou externas estão gerando ansiedade, conflitos e desajustamentos que a levam a sentir-se incapaz de reagir ou achar que “tudo o que faço dá errado”.
- Para que serve a psicoterapia?
Ela visa propiciar à pessoa um melhor conhecimento do seu mundo interno e das suas formas de relacionamento mental, auxiliando-a a utilizar melhor suas capacidades e a reorganizar-se emocionalmente.
- Por que procurar um psicólogo?
Para enfrentar as dificuldades de forma criativa, lidar com a ansiedade, revalorizar-se como pessoa, assumir responsavelmente o que faz de si mesma... tudo isso faz parte de um processo de desenvolvimento psicológico dinâmico e transformador. O psicólogo é o profissional preparado para auxiliar uma pessoa a trilhar esse caminho.